(MATÉRIA 2 – SÉRIE ALIMENTOS E BEBIDAS FLUMINENSES): PRODUTOS NATURAIS E CAFÉ ESPECIAL

Café Aranita – Porciúncula

Plantação de café da Fazenda Iranita (Reprodução Facebook)

Entrevistada: Ana Regina Ribeiro, produtora e proprietária

A marca é de Purilândia, distrito do município de Porciúncula, noroeste do Rio. O nome foi uma homenagem aos avós da proprietária do local à Fazenda (avô Irany e avó Nita). O Café Iranita pode ser encontrado em cápsula, torrado e moído e em grãos.

Área da propriedade (Reprodução Facebook)

História e qualidade

“Meu pai comprou a propriedade em 1993 e resolveu plantar café. Quando ele faleceu, em 2005, a gente assumiu e resolveu mudar a forma de produção; começamos a produzir café especial. Há dois anos estamos em um projeto produzindo um café de melhor qualidade. No Rio Gastronomia 2018, lançamos um café  100% arábica de 85.6 pontos.” , contou a proprietária Ana Regina Ribeiro. De acordo com a metodologia de avaliação pontuada da Associação de Cafés Especiais/SCA, café especial é aquele que atinge no mínimo 80 de 100 pontos.

Embalagens da marca, que é comanda por uma mulher e possui grande parte da mão de obra feminina (Reprodução Facebook)

Sustentabilidade

“Ele faz parte da produção do estado do Rio de Janeiro, trazendo café para o próprio estado. O Iranita contribui para a sustentabilidade. A pegada de carbono é bem menor e assim o impacto à natureza. Além disso, é um café produzido por mulher. Faz parte do grupo de mulheres do café. Ele também faz parte da agricultura familiar, outro aspecto importante na sustentabilidade pelo empoderamento da comunidade local.”, disse Suzana Tavares, economista e apoiadora da marca.”

Onde está

Várias cafeterias e delicatessens vendem o café, tanto no Rio quanto em Niterói.

Saiba mais:

https://www.cafeiranita.com.br/

Granola Gaiatri – Petrópolis

Granolas Gaiatri: a sem glúten é o carro-chefe (Reprodução Instagram)

Entrevistada: Gê, produtora e proprietária 

Entre os produtos produzidos pela marca, estão a pasta de soja, granola (inclusive salgada), granola sem glúten, cereais e frutas secas e sementes. A Gê possui um blog com seu nome, que aborda assuntos ligados a bem estar, sustentabilidade e jardinagem.

As pastas também fazem parte da linha de produtos (Reprodução Instagram)

História e características

“Estamos 27 anos no mercado. Iniciei esse trabalho porque gostava muito de alimentação natural. Então comecei a fazer pão integral e vendia para os amigos. A partir daí foi surgindo a granola, a pasta e outros produtos.”, disse Gê.  Um dos produtos que a chef fazia no último Rio Gastronomia, enquanto a entrevistávamos, era a pastinha vegana à base de inhame, com cenoura ou com beterraba. “Fazemos também brownie vegano. É feito com óleo de coco e farinha de linhaça. O carro-chefe é uma linha de granola doce sem glúten”  

Gê com parte de sua linha de produtos exposta em feira (Reprodução Instagram)

Onde está

Os produtos são vendidos em lojas de produtos naturais dos estados do Rio, São Paulo e Minas, assim como em pousadas da região serrana fluminense. “Em Petrópolis, qualquer lugar você encontra, mercadinho de bairro, supermercado e em loja de produto natural.”

Saiba mais:

http://www.gaiatri.com.br/pt/index.html

http://blogdage.com.br/

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *