(MATÉRIA 3 – SÉRIE ALIMENTOS E BEBIDAS FLUMINENSES): EMBUTIDOS E GOIABADA PARA CARNES

Nossa série de matérias sobre a Gastronomia Fluminense, elaborada a partir de entrevistas no evento Rio Gastronomia 2018, chega a sua última parte: trouxemos dois produtos de destaque da região serrana – que provamos e aprovamos.

Essas três matérias da série são uma pequena amostra do potencial do nosso estado no ramo. Do Noroeste à Costa Verde, há incontáveis produtos e iguarias que enriquecem a culinária do Rio de Janeiro, que pretendemos sempre contar por aqui

Salsicharia Santana – Nova Friburgo

Fonte: Agricultura Familiar do Estado do Rio de Janeiro

A cidade de colonização suíça tem beleza de sobra e destaques em sua culinária, como os embutidos. A Salsicharia Santana é uma das fabricantes desse tipo de produto e se destaca pelo processo de defumação artesanal.

“O maquinário é todo industrial, mas o processo é ainda artesanal. A defumação mesmo a gente ainda usa a serragem, a madeira. Deixamos a linguiça doze horas na madeira para defumar. Além de garantir mais sabor, ajuda na conservação. A fumaça provoca uma pequena desidratação e ajuda a conservar mais. Hoje quase ninguém faz dessa maneira. Todo mundo faz o prático, o mergulho químico.”, revelou Raphael Pinheiro, um dos proprietários.

De acordo com ele, a Santana surgiu com seu pai, que começou a criar suínos e produzir linguiça para consumo próprio e para alguns amigos. O patriarca  viu que o negócio daria certo e começou a produzir em larga escala. Raphael conta que, entre 1993 e 1994, começaram as vendas dentro de Nova Friburgo.

“Em 2007, a gente ampliou, passou para a inspeção estadual e começamos a vender para outros municípios. Vendemos os nossos produtos para restaurantes, bares e outros estabelecimentos.”, disse.

Saiba mais:

http://agriculturafamiliarnoestadodorio.blogspot.com/2010/03/cinco.html

Barão Gastronomia – Itaipava/Petrópolis

Fonte: Instagram do Rio Gastronomia

Goiabada em prato salgado? Esse é um dos doces tipicamente brasileiros, marcante da culinária mineira. Mas um restaurante do requintado distrito de Itaipava, em Petrópolis, resolveu combinar essa tradicional sobremesa com carnes. A ideia surgiu no ano passado, durante o evento Rio Gastronomia, de acordo com o criador Barão, chef e proprietário do restaurante. Ele relata que a goiabada, feita com flores de manjericão, foi elaborada para a acompanhar uma rabada recheada com queijo minas.

“Após o evento, foi um sucesso absurdo e aí clientes começaram a me ligar querendo a goiabada. Aí comecei a comercializar para clientes mesmo, até chegar um que pediu uma quantidade que eu não tinha mais como produzir. Então percebi que era um negócio que daria super certo.”.

O produto foi lançado este ano no RIo Gastronomia e é vendida também no site do restaurante, que comercializa outros itens. Há três sabores de goiabada para acompanhar pratos salgados e um que é tradicional, para sobremesa. Cada uma delas tem seus segredos de harmonização, como relata Barão.

“Ela serve para lombo de porco defumado, costelinha de porco e até para um salmão defumado fica super bacana. Hoje eu tenho três sabores: limão, manjericão e pimenta; além da cascão, para sobremesa. A primeira, por exemplo, substitui o molho de tomate. Em uma pizza com queijo, fica espetacular. A com pimenta em cima de um queijo brie, levada ao forno, é maravilhosa.  A de limão acompanhando uma costelinha de porco, defumada e na brasa, melhor ainda. E se tiver ainda um torresmo com barriga de porco, nossa, aí é harmonia perfeita.”

O chef Barão na cozinha do restaurante (Fonte: Barão Gastronomia)

Saiba mais:

http://baraogastronomia.com.br/

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *